metodologia de pesquisa Participação

Pesquisa-ação

In. THIOLLENT, Michel. (Introdução). Metodologia da Pesquisa-ação. 7º edição. Editora São Paulo: Cortez; 1996
“Hoje em dia, no Brasil e noutros países, a linha da pesquisa-ação aplicada em diversos campos de atuação: educação, comunicação, serviço social, difusão de tecnologia rural, militância ou sindical, etc. No entanto, a pesquisa-ação ainda está de discussão e não é objeto de unanimidade entre cientistas profissionais das diversas áreas. (…).
“Um dos aspectos sobre os quais não há unanimidade é o da própria dominação da proposta metodológica. As expressões “pesquisa participante” e “pesquisa-ação” são frequentemente dadas como sinônimas. A nosso ver, não o são, porque a pesquisa-ação, além da participação, supõe uma forma de ação planejada de caráter social, educacional, técnico ou outro, que nem sempre se encontra em proposta de pesquisa participante. Seja como for, consideramos que pesquisa participante procedem de uma mesma busca de alternativas ao padrão de pesquisa convencional. (…).
“A pesquisa-ação e a pesquisa participante estão ganhando grande audiência em vários meios sociais. Ainda é cedo para se ter uma avaliação da amplitude e dos resultados realmente alcançados. Do lado oposto, alguns partidários da metodologia convencional vêem na pesquisa-ação e na pesquisa participante um grande perigo, o do rebaixamento do nível de exigência acadêmica. Como veremos mais adiante, existem efetivos riscos e exageros na concepção e na organização de pesquisas alternativas: abandono do ideal científico, manipulação política, etc. Nosso desafio consiste em mostrar que tais riscos, que também existem em outros tipos de pesquisa, são superáveis mediante um adequado embasamento metodológico. (…).
“Um dos principais objetivos dessas propostas consiste em dar aos pesquisadores e grupos de participantes os meios de se tornarem capazes de responder com maior eficiência aos problemas da situação em que vivem, em particular sob forma de diretrizes de ação transformadora. Trata-se de facilitar a busca de soluções aos problemas reais para os quais os procedimentos convencionais têm pouco contribuído. Devido à urgência de tais problemas (educação, informação, práticas políticas, etc.), os procedimentos a serem escolhidos devem obedecer a prioridades estabelecidas a partir de um diagnóstico da situação na qual os participantes tenham voz e vez.”
In. ELIA, M.F., SAMPAIO, F.F. “Plataforma Interativa para Internet: Uma proposta de Pesquisa-Ação a Distância para professores”, Anais do XII Simpósio Brasileiro de Informática na Educação, 2001. pp. 102-109.
“Pesquisa-ação é uma forma de investigação baseada em uma autorreflexão coletiva empreendida pelos participantes de um grupo social de maneira a melhorar a racionalidade e a justiça de suas próprias práticas sociais e educacionais, como também o seu entendimento dessas práticas e de situações onde essas práticas acontecem. A abordagem é de uma pesquisa-ação apenas quando ela é colaborativa…” (KEMMIS e MC TAGGART,1988, apud Elia e Sampaio, 2001, p.248).In. ELLIOT, John. Recolocando a pesquisa-ação em seu lugar original e próprio. In: GERARDI, Corinta Maria Crisolia; FIORENTINI, Dario; PEREIRA, Elisabete Monteiro de Aguiar (Org.). Cartografias do trabalho docente: professor (a)- pesquisador(a). Campinas: Mercado de Letras, 1997.

A pesquisa-ação é um processo que se modifica continuamente em “espirais de reflexão e ação”, conforme Elliot (1997, p.17), trata de (em síntese):
• Esclarecer e diagnosticar uma situação prática ou um problema prático que se quer melhorar ou resolver;
• Formular estratégias de ação;
• Desenvolver essas estratégias e avaliar sua eficácia;
• Ampliar a compreensão da nova situação;
• Proceder aos mesmos passos para a nova situação prática.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s